segunda-feira, 21 de maio de 2012

Notícias sobre o MERCOSUL

Achamos duas notícias bastante interessantes. Vejam só!!!


  • Já, no segundo texto que sugerimos, "MERCOSUL: crise de identidade", você poderá compreender um pouco mais sobre as discussões relacionadas à formação identitária no MERCOSUL.

Boa leitura e, por favor, não se esqueça de deixar registrada sua opinião sobre os textos!!!

30 comentários:

  1. Este comentário foi removido pelo autor.

    ResponderExcluir
  2. eu achei muito interessante as noticias acima. Eu particulamente gostei do Governo Lula e de como se empenhava em manter o acordo com o mercosul, e sinceramente nao acredito que a Presidenta Dilma leve esse acordo por muito tempo. eu li uma reportagem se nao me equivoco, da G1/globo o qual Dilma informa o aumento de produtos brasileiros exportados numa taxa mais alta do que o permitido pelo mercosul. Vale lembrar que Dilma participou da 42a Cúpula do mercosul no final do ano passado no qual ela defendia:“Precisamos de mais Mercosul e mais parceiros no Mercosul. Somemos a força das nossas economias. Esse processo de ampliação só nos fortalece. Esse processo é inadiável e não deve ser obstacularizado por interesses menores. Devemos fazer o maior esforço para trazer a Venezuela para dentro do Mercosul”,(http://blog.planalto.gov.br/presidenta-dilma-defende-ampliacao-do-mercosul/).

    ResponderExcluir
  3. Creio que em toda sua força o MERCOSUL ainda precisa ser "sentido" pelos cidadãos que dele fazem parte(ainda que não o saibam)...isso porque ainda existem "mercosulinos" que sequer sabem a razão deste acordo entre nações e por isso não opinam, não buscam.Ainda faltam muitas ações efetivas para que se fortaleça ainda mais o "sentimento" de fazer parte do MERCOSUL para que então as políticas sejam direcionadas para seu fortalecimento e crescimento.

    ResponderExcluir
  4. Con relación con los textos leídos en el blog, yo creo que hace falta una mayor divulgación de la interacción de los países que pertenecen al Mercosul, y también que beneficios traerá en el futuro con esta unión. Pienso que debería divulgar más en las escuelas de los cuatro países en los órganos del gobierno, pues la divulgación solo en los noticiarios de la tele y en momento de la política, no llaman mucho la atención del pueblo.
    Yo misma solo después que empecé en la universidad que fue a comprender mejor el Mercosul. Y también percibo que en el espacio académico esta integración está ocurriendo con los intercambios, como en nuestra universidad está ocurriendo el intercambio con la universidad de Córdobo_Argentina, y a mí me parece de mucha importancia.
    Con relación a los textos, una parte hablada por el ex presidente Lula, dijo está correcto, “Hay muchas críticas, pero es importante saber el hogar que empezamos y el hogar que estamos ahora. Es igual como se estuviésemos en una natación, ya estuviésemos nadado más de la mitad del rio, nos sentimos enfadados y pensando en volver. Nos no tenemos el derecho de volver. Tenemos que seguir adelante, construyendo un maravilloso Mercosul”.
    Si hasta hoy ya conseguimos percibir buenos resultados, nuestra obligación es continuar esforzándonos.
    Cleia_3º período.

    ResponderExcluir
  5. Acredito que a iniciativa tomada pelo presidente Lula foi muito boa, as propostas apresentadas são de muita importância para o crescimento da economia e para identidade Mercosulina, apesar dos países do Mercosul estarem em constante disputa como foi apresentado em um dos textos, espero que com estas novas propostas e negociações as relações entre os países membros sejam cada vez melhores. As iniciativas e negociações entre os países deveria ser mais divulgada, porque tem muitas pessoas que não sabem sobre o Mercosul e o seu desenvolvimento, eu só soube mais sobre o Mercosul quando entrei na Universidade.
    Lilian_3° período

    ResponderExcluir
  6. Gostei das duas notícias postadas. Acredito que a criação do MERCOSUL contribuiu muito com o crescimento econômico dos países participantes e tem criado possibilidades de desenvolvimento em diversas áreas, como a educação. Creio que pensar em uma identidade mercosulina é algo muito complexo porque muitas pessoas nem sabem de que se trata o MERCOSUL e como pensariam em sua identidade dentro de um contexto do qual não participam ativamente ou não têm muito conhecimento. Acredito que os resultados positivos que estamos vendo vão continuar e dependem, também, da nossa participação e divulgação.

    ResponderExcluir
  7. Ao meu ver a América Latina dá show quando diz respeito a hipocrisia. Lula e seus amigos "super poderosos" tenta me convencer que vivo em uma zona de livre comércio que está sempre em comunhão. Há um grande incentivo à criação da identidade "mercosulina" como se de fato isso fosse possível. Essa tal identidade nada mais é que uma tentativa de convencer os povos sul americanos que vivem nos países que fazem parte do bloco de que somos um mesmo povo e temos um projeto em comum, porém as coisas vão muito além do que é dito. Em verdade os países do Mercosul perdem mais tempo tentando ser um melhor que o outro do que tentando ser de fato um bloco econômico expressivo em que sua gente possa desfrutar dos benefícios que isso possa gerar.
    Ser um grande bloco com um grande objetivo é algo longe de ser alcançado, afinal essa não é a intenção de nenhum dos envolvidos, o que acredito que realmente querem é estar próximos o bastante para não deixar seu rival de repente aparecer com elementos surpresas.

    ResponderExcluir
  8. Lendo essas duas notícias, fica claro que o Mercosul tem muito o que crescer, ou seja, que entrar em harmonia, que fazer valer seus objetivos e que divulgar os seus trabalhos, mas vale a iniciativa que ele se propõe. De modo que de algum lado tem que partir o passo inicial para a união (não apenas economica, mas também cultural) desses países, que são tão próximos e ao mesmo tempo tão distantes. E que esse trabalho não deve ficar isolado da população, integrado apenas a questões políticas e comerciais, mas sim ajustado ao povo, de manera a ser uma união percebida pela cultura e pela identidade de cada uma das nações envolvidas.

    ResponderExcluir
  9. Uma identidade Mercosulina,seria a melhor representação do bloco, pois caracteriza uma importância maior que só o lado econômico. Outros blocos também passaram por dificuldades e ainda passam para se estabelecerem. Rivalidades entre os países estão diminuindo e o bloco agora está melhorando, está sendo tratado com mais importância.

    Bruna, 7º período.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Ao meu ver a solução do Mercosul também se resume exatamente nisso. Quando maior a rivalidade, menos benefícios e quando menor rivalidade no bloco, mais importância e crescimento.

      Excluir
  10. Acredito que é muito importante que o bloco siga se desenvolvendo e melhorando cada vez mais. A identidade de uma nação fala muito dela mesma e por isso acho que investir em uma identidade mercosulina é algo de relevância para o Brasil, é marcar território, um posicionamento político e ideológico bem claro que demonstra um corte
    com o imperialismo estadunidense.

    ResponderExcluir
  11. Com relação aos textos lidos e expondo um pouco a minha opinião sobre o assuno. Acredito que ainda falta informação sobre os países do Mercosul e as suas rivalidades. Só sabemos sobre a rivalidade Brasil X Argentina devido ao futebol e as propagandas que demonstram essa rivalidade constante. É importante vermos o quanto é favorável para a economia e para o crescimento do país, seguir construindo essa parceria com os países Mercosulinos. Precisamos como diz o Lula "depois de tanto nadar, seria importante não desistir no meio" Olhar para trás na altura do campeonato, seria desperdiçar tudo o que já investimos.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Helenice, esta rivalidade futebolística a qual você se refere, é irrelevante no campo de ação do Mercosul. É sabido de todos que maior rivalidade Brasil x Argentina (duas maiores economias do Mercosul) é nas relações econômicas.

      Excluir
    2. Este comentário foi removido pelo autor.

      Excluir
    3. Helenice, o que é interessante nesse processo é que essa é a única visão que temos sobre a Argentina. Não nos chega seus filmes, músicas, nada disso, não sabemos nada da cultura argentina e de nenhum outro país do MERCOSUL. Sempre temos acesso a filmes Norte-americanos, músicas, séries de televisão, estilo de roupa e até de vida, mas não sabemos nada de nossos visinhos. Estou fazendo uma matéria na qual discutíamos essa relação com a Argentina e somente nos anos pós ditadura que houve uma aproximação entre cantores especificadamente, como o Chico Buarque e Mercedez Sosa. Talvez essa possa ser - ouso dizer - a melhor alternativa para a busca da identidade mercosulina: a cultura, o que proporcionaria, num futuro, algo como a união européia, que o segundo texto nos propõe como modelo.

      Excluir
  12. Penso que as iniciativas tomadas por Lula representam um fator positivo tanto em nossa economia, quanto no setor educacional e cultural.
    Claro que ainda existem muitos problemas a serem solucionados, mas considero o Mercosul como um grande avanço para o nosso país.Confesso que antes de entrar na faculdade só havia ouvido falar do Mercosul e somente aqui tive mais contato e percebi a sua importância.
    Como futura professora, sei que tenho que levá -lo em conta em minhas aulas, colaborando assim, para o fortalecimento de uma identidade mercosulina.

    ResponderExcluir
  13. bom,antes de entrar na faculdade não dava muita importância ao assunto(mercosul),nem quando passava alguma coisa na tv (confesso),agora na faculdade me despertou curiosidade.Li os textos,gostei dos dois mas creio que ainda falta muita coisa a ser feita,muita "harmonia", não só os mercosulinos pela briga do poder, mas a humanidade em geral.

    ResponderExcluir
  14. Bom o Mercosul tem um papel fundamental na economia dos países e principalmente na educação apesar de principalmente a educação no Brasil estar sofrendo vários contratempos e isso vem devido a falta de investimento na educação que é o faz com q ela melhore...Infelizmente o poder está em primeiro lugar no Brasil onde entra todo o investimento no governo e a educação é deixada de lado..!Esperamos que essas medidas tomadas entrem em vigor e valorize mais a educação no país.

    ResponderExcluir
  15. Ainda que haja rivalidade e contratempos comerciais, uma integração bem sucedida, trará para todos, muitos benefícios. Eu, enquanto graduanda de licenciatura, espero do Mercosul um manifesto quanto às reformas educacionais dos países da América do Sul.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Concordo! Acho que deveríamos ser menos egocêntricos.(Me refiro em 3ª pessoa para ser mais indireta). Visamos sempre lucro, que o país cresça, que os comércios deslanchem, enfim... É triste saber que a educação sempre fica em segundo plano. Também espero que o Mercosul seja um manifesto responsivo para nossa educação.

      Excluir
  16. A questão de se ter uma identidade mercosuliana é muito interessante, já que representaria uma identidade econômica sulamericana, que se forma por diversos fatores culturais diferentes de outras partes do mundo, o que é uma particularidade de nossa economia. E creio, que não precisamos nos igualar a economia dos Estados Unidos ou da Europa, temos nossa própria maneira de interagir que nos tornam únicos, sendo que cada pais tem sua própria moeda, sua própria língua e cultura, ou seja, cada um exerce sua identidade que juntos formam uma só representando um bloco multicultural. E como todo bloco econômico, o MERCOSUL também exerce sua parte na economia mundial contribuindo na globalização e procurando trazer melhoras e reconhecimento para a America do Sul.(Mesmo que na realidade essas melhoras não sejam vistas pela população, já que as bases do país, como a saúde e educação, não transmitem os benefícios das grandes circulações econômicas do bloco)

    ResponderExcluir
  17. Acredito que quanto mais bem sucedido e mais importância derem ao Mercosul, melhor será o crescimento econômico do País. Essa famosa rivalidade nada mais é do que uma busca incessante por benefícios próprios. Não desprezando as informações do 1º texto, mas concordo com o ex presidente Lula quando disse "Tem muitas críticas, mas é importante saber onde a gente estava e aonde a gente chegou". Sabemos que ainda tem muito a ser mudado, mas não posso discordar que o Mercosul é sim um ótimo elo.

    ResponderExcluir
  18. Achei bastante interessante as duas reportagens sobre o Mercosul. Gostei do termo "identidade mercosulina" que o ex-presidente Lula utilizou. Concordo com a opinião do presidente quando ele diz que o Mercosul trouxe muitas vantagens para o Brasil e realmente, após a fundação desse bloco econômico o Brasil tem crescido cada vez mais e principalmente com a mutua cooperação entre os países.
    Em contra partida, a segunda reportagem me fez levar a reflexão se o Mercosul enquanto bloco econômico realmente funciona da maneira que "deveria" ser e se há realmente essa "união" no sentido econômico entre os países. Nesse segundo texto fala que algo que dificultaria essa melhor relação econômica era o fato de a moeda dos países membros não ser a mesma, e em minha opinião esse fato não deve ser ignorado. Mas também vale lembrar que o Mercosul não é apenas um bloco econômico. As relações entre os países membros vão além de puramente comerciais. Também engloba a cultura e outros fatores que poderei comentar em outros momentos.
    Enfim, gostei muito de saber um pouco mais sobre o Mercosul e estar envolvida de alguma forma nesse assunto.

    ResponderExcluir
  19. Creo que, en los días de hoy, hay una grande dificultad en conocer que es y como funciona el MERCOSUL. Después, de leer los textos, y, incluso, el habla del expresidente, Luis Inácio Lula da Silva: “Provocaremos una revolución en la mentalidad y percepción de los ciudadanos sobre el significado del Mercosul” miramos la grande necesidad de conocer al fondo sobre este bloco económico. Los puntos positivos e negativos en todos los países inclusos: Argentina, Brasil, Uruguay, Paraguay y la nueva incluida Venezuela.

    ResponderExcluir
  20. Este comentário foi removido pelo autor.

    ResponderExcluir
  21. IV SEMINARIO INTERNACIONAL DE EDUCACIÓN
    INTERCULTURAL BILINGÜE Y EDUCACIÓN INDÍGENA
    Políticas lingüísticas para la integración educativa y cultural en el Mercosur

    http://avakotepa.blogspot.com.br/2012/05/iv-seminario-internacional-de-educacion.html

    ResponderExcluir
  22. Achei o texto muito interessante, pois fiquei por dentro de situações que eu não sabia acontecer no Mercosul como por exemplo essa competição que acontece entre os países de um querer ser melhor que o outro, e também na minha cabeça sempre que se falava em Mercosul eu pensava unicamente nesse intercâmbio de alunos, indo e vindo estudar em países que integram o Mercosul e não nos outros fatores que também envolvem esse projeto.

    ResponderExcluir
  23. http://br.noticias.yahoo.com/venezuela-ser%C3%A1-membro-pleno-mercosul-em-31-julho-190455231--finance.html

    ResponderExcluir